domingo, 3 de janeiro de 2010

Vang Vieng

Logo pela manha, do primeiro dia de 2010, apanhei a mini-van para Vang Vieng. Apenas eu e um jovem casal que visitou os Jarros no mesmo grupo.



Atraves dos vidros, iamos apreciando os habitos das pessoas que vivem naquelas montanhas.



Almoçamos no caminho e, a medida que nos aproximavamos de Vang Vieng, iam surgindo as falesias escarpadas.



Apanhamos juntos um tuk-tuk para o centro da vila e eles seguiram para la do rio, para uma guesthouse que nos tinha sido recomendada por um belga que tambem visitou os Jarros connosco. Mas eu tambem sabia que esse lado se tornava escuro para regressar a casa e eu precisava de usar a net...


Hospedei-me numa guesthouse 'organica', num quarto amplo e confortavel, por 60.000 kip, cerca de 5 euros (e seria o mesmo preço se fossem duas pessoas)...



Com esta vista:


Mas aqui tudo tem vista...



... como, por exemplo, o pequeno-almoço.



Atravessei a ponte e fui visitar a gruta Tham Jang...




Com esta vista:


E, em baixo, um riacho de aguas limpidas onde se pode tomar banho.


Vang Vieng é, para muitos, local de diversão. Aqui pode fazer-se caiaque, tubing, trekking, escalada... E muita festa.

Para mim foi local de relax.




Instalei-me neste restaurante, comi bem

e ali fiquei a apreciar a vida...

... nas margens do rio...



... ou que, lentamente, desce o rio...


... atravessa a ponte...

... ou o proprio rio.

Ha imensos bungalows junto ao rio.






O rio Nam Song.



Tambem ha muitas vacas a passear...

... e pontes de bamboo e madeira para atravessar.







A noite, encomendei uma 'banana pancake'...

... e sentei-me num cafe com wifi para usar a minha PDA.
E depois de mais uma massagem, desta vez, pés e pernas, regressei a casa com a lua.


Não esquecer de deixar os sapatos à porta, nas casas entramos sempre descalços.

Sem comentários:

Enviar um comentário