domingo, 10 de janeiro de 2010

VIETNAME, a viagem

Ouvia falar muito mal da viagem de autocarro do Laos para o Vietname mas aconteceu o mesmo com a viagem de barco para Luang Prabang, que adorei. As situações e as pessoas mudam e temos que ter a nossa própria experiência das coisas para poder julgar...


Não me deixei 'intimidar' pelo que li e ouvi e às 19h00 do dia 8 de Janeiro estava na estação de autocarros de Vientiane. Tinha comprado o bilhete numa agência e foram buscar-me à Guesthouse numa mini-van que recolheu outros passageiros noutros hotéis...


...entre eles duas raparigas que iam para Hanoi mas paravam primeiro em Vinh e seguiram noutro autocarro. Para Hanoi directamente, de turistas, só eu e o Mike, um jovem canadiano, dançarino de 'breakdance', a viver na Coreia do Sul.



A viagem correu bem, apenas dura umas boas horas. Nada que se compare com as histórias que ouvia de sobrelotação, barulho, gente a dormir no corredor, bagagem roubada... Mas talvez porque comprei o bilhete no autocarro VIP, um pouco mais caro que o 'local bus'. O autocarro levava 10 passageiros e assim que iniciámos a viagem a hospedeira a bordo serviu uma refeição...



O autocarro parou junto a fronteira Laos-Vietname.



A alfândega abriu às 7h00 e os passaportes são carimbados com o selo de saída do Laos.



Depois passa-se a pé para o lado do Vietname. A manhã estava fresca. A fronteira Kaew Neua - Cau Treo fica numa zona de montanha.



E já estamos na alfândega do Vietname, onde os passaportes voltam a ser carimbados com o selo de entrada neste país. Mas é obrigatorio ter tratado antes do visto para o Vietname numa embaixada. Foi isso que estive a fazer, ou melhor, mandei fazer na guesthouse, em Vientiane.





Nota-se que aqui os hábitos são outros. Aquele camião vai cheio de cães recolhidos nas ruas mas de certeza que nao é para os pôr nalgum asilo. Há determinados restaurantes 'famosos' por aqui...


Good morning, Vietnam!









O autocarro parou diversas vezes pelo caminho e o tempo passou-se bem a conversar ou simplesmente a apreciar a paisagem e a vida das pessoas.



Chegámos a Hanoi cerca das 17h00 do dia 9 de Janeiro. Eu e o Mike apanhámos um taxi da Bus Station para o centro, onde me encontrei com a Hoa, uma simpática vietnamita. E lá fomos na mota dela para casa, percorrendo o louco trânsito desta cidade.



Sem comentários:

Enviar um comentário